Construção da Valência ERPI


O Centro Social Paroquial de Arões, (CSPA) é uma pessoa jurídica canónica de natureza publica, sujeita em Direito Canónico de obrigações e de direitos consentâneos com a índole de instituto de Igreja Católica.

O CSPA, é uma pessoa colectiva religiosa reconhecida como Instituição de Solidariedade Social e tem por âmbito de acção prioritária, embora não exclusivamente, o território da Paróquia de Arões.

O CSPA, foi fundado em 12 junho de 1987, tendo entretanto perdido algumas das suas valências, (ATL, apoio à Juventude) consequência do despovoamento, porque a freguesia de Arões, pertencendo a um concelho do litoral, dista do mesmo cerca de 30 Km, com péssimas acessibilidades e água e saneamento, ainda são uma miragem na freguesia.

O CSPA iniciou a sua actividade nas instalações da paróquia que outrora havia sido habitação permanente do pároco.

Eram instalações exíguas, nada funcionais e sem qualquer possibilidade de crescimento e assim, a direcção decidiu avançar para uma construção de raiz, em espaço mais adequado à função, perspectivando o seu natural crescimento.
A primeira fase da construção (Centro de Dia e Serviço de Apoio ao Domicílio) foi concluída em setembro de 2015, inaugurada a 16 abril de 2016 entrando em funcionamento a 7 novembro de 2016.

O objectivo fundamental da instituição é o respeito do indivíduo, a nível humano, social e religioso, tendo em vista a sua plena inserção na sociedade.
Promovemos o gosto pelo saber fazer, o respeito pela criatividade, sem esquecer o primado da diferença que cada ser humano representa, através das inúmeras formas de conhecimento, comunicação e vivência em comunidade.
Mas queremos mais, porque a sociedade contemporânea, por razões várias não tem disponibilidade para o tão necessário apoio à última etapa das nossas vidas.
Nesse sentido, a direcção, sem hesitar, lançou mão de um projecto para a construção da valência Lar. Neste particular tivemos a preciosa e sempre disponível colaboração do Município na execução do projecto.

Projecto pronto e aprovado nas diversas instâncias, coisa que infelizmente é sempre muito morosa, pelo excesso de burocracia e dependência institucional que não deveria fazer sentido em pleno século XXI, foi lançado concurso e o desejado edifício que será o futuro Lar, com capacidade para cerca de 30 camas, teve o seu início em 16 de Setembro de 2019.

Prevemos, se nada acontecer de impeditivo, que esta resposta social para idosos possa estar concluída até final de 2020.

Iremos ao longo de todo este período colocando fotografias, para que os Valecambrenses em Geral e os Aroenses em particular possam ir assistindo à evolução dos trabalhos.

Sugestões, correcções, ou meras opiniões são sempre bem vindas, porque a obra é social, vocacionada para os idosos e não é património de uma qualquer direcção seja ela mais ou menos erudita, mais ou menos competente, mas tão só dedicada e disponível para o bem comum.

share